Notícia

Embrapa deve ser revigorada para enfrentar novos desafios, diz ministro

Empresa, que completou 44 anos nesta quinta-feira, contribuiu decisivamente para o país se destacar no agronegócio mundial.

Em evento de comemoração aos 44 anos da Embrapa, nesta quinta-feira (27), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, destacou que o conhecimento gerado pelos cientistas e suas equipes deu oportunidade ao Brasil de ser um dos maiores players do agronegócio do mundo. “A Embrapa é nosso cartão de visitas em qualquer país aonde vamos.” O presidente da Embrapa, Maurício Lopes acrescentou que Maggi “sempre esteve atento ao desenvolvimento da pesquisa agropecuária, cobrando investimentos e orientação adequada de prioridades”.

A comemoração iniciou com visita às instalações do banco genético da Embrapa, “um patrimônio de valor inestimável, com mais de 120 mil acessos de 976 espécies de vegetais, animais e de microorganismos”, observou o presidente. Na terça-feira (25), a lei de proteção de cultivares do Brasil completou 20 anos. “Se o Brasil conseguiu consolidar um arcabouço legal, moderno e competitivo para o desenvolvimento da sua genética vegetal, foi porque fez um sólido investimento de base”, afirmou Lopes.

Empresa pública de pesquisa e inovação tecnológica, a Embrapa é focada na geração de conhecimento e de tecnologia para a agropecuária brasileira. Está entre as maiores desenvolvedoras de variedades vegetais do mundo, com mais de 80 programas de melhoramento genético.

A importância de destinar mais recursos à Embrapa foi lembrada pelo ministro Blairo Maggi. “É preciso pensar a Embrapa fora do momento de crise, em que o orçamento da União possa dar aquilo que ela merece, precisa e que o Brasil espera. E junto, com outras estruturas, como a EmbrapaTec, que tramita no Congresso, devem se criar condições para que o trabalho, tudo aquilo que os senhores, o que a ciência e o conhecimento da Embrapa trazem seja comercializado, permitindo retorno aos cofres da empresa para que ela seja cada vez melhor e mais ativa no mercado. Temos que revigorar essa empresa, pensar no seu futuro. Em novas estruturas de negócios, novas associações.”

Maurício Lopes comentou a integração da Embrapa ao Mapa, ministério ao qual é vinculada, atribuindo essa estreita relação em grande parte ao interesse de Blairo Maggi. “Em curto espaço de tempo, o ministro já visitou diversos dos nossos centros de pesquisa. Sempre atento à agenda da Embrapa, orientando e facilitando nossos contatos e interações com o setor produtivo.” Dirigindo-se ao ministro, Lopes afirmou: “Pelo reconhecimento, ministro, da importância da pesquisa agropecuária e pelo seu empenho em fortalecer a Embrapa como um braço de pesquisa e inovação do Mapa, nós temos também razões de sobra para agradecê-lo e homenageá-lo no dia de hoje”.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, declarou que a presença dele no Governo de Brasília deve ser aproveitada “para regularizar, definitivamente, todas as áreas da Embrapa no DF”.

 

FONTE: MAPA

Compartilhe esta notícia

  • O Instituto DiDatus é uma instituição de Ensino, que tem como foco oferecer cursos de excelência de Pós-Graduação, Capacitação e Aperfeiçoamento focados na cadeia produtiva do agronegócio, que atendam as exigências do mercado, fundamentados na valorização do ser humano como fonte de riqueza e transformação.

Contato

  • Rua Silveira Peixoto, 1040, conj. 1406, Batel - Curitiba - PR | 80240-120

  • (41) 3083-8100

  • (41) 99267-8100

  • contato@didatus.com.br


Siga-nos